Explorando as ações SQLPackage

Explorando as ações SQLPackage

Explorando as ações SQLPackage 1
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Neste artigo, vou explicar em detalhes sobre as ações do SQLPackage. No meu artigo anterior, eu tenho
explicou a visão geral do utilitário SQLPackage. O utilitário SQLPackage é uma ferramenta de utilitário de linha de comando fornecida pela Microsoft para automatizar o SQL Server
implantações de banco de dados. Como esse utilitário é multiplataforma, você pode instalá-lo facilmente em qualquer sistema operacional do
sua escolha. As ações SQLPackage são os tipos de funções que podemos obter com este utilitário. Você pode instalar
este utilitário diretamente em qualquer servidor de produção e pode ser usado como está. Você pode encontrar mais informações sobre este
utilitário e ações SQLPackage da documentação oficial da Microsoft.

No total, sete ações principais são fornecidas no utilitário SQLPackage:

  1. Extrair – Usado para criar uma extração do banco de dados de um SQL Server ao vivo ou do Banco de Dados SQL do Azure
  2. Publicar – Usado para publicar um arquivo DACPAC de uma máquina local no servidor
  3. Exportação – Exporta um banco de dados ativo do servidor com dados para um arquivo BACPAC
  4. Importar – Usado para importar um arquivo BACPAC para o SQL Server ou o Banco de Dados SQL do Azure
  5. DeployReport – Fornece uma lista de alterações no XML que serão aplicadas assim que o banco de dados for publicado
  6. DriftReport – Fornece uma lista de alterações no XML que foram aplicadas a um banco de dados após serem registradas
  7. Roteiro – Gera um script T-SQL para atualizar gradualmente um banco de dados no SQL Server ou no Banco de Dados SQL do Azure

Vamos agora seguir em frente e aprender sobre cada uma dessas ações do SQLPackage e como executá-las na linha de comando.

Usando ação Extrair

Esta ação é usada para criar um arquivo DACPAC a partir de um banco de dados existente no SQL Server ou no Banco de Dados SQL do Azure. Usando
Nesta ação, você pode criar facilmente um arquivo DACPAC que conterá o esquema e outros objetos no banco de dados, mas
sem dados. Os parâmetros para esta ação são os seguintes:

Leia Também  Scripts Python para dividir e concatenar strings

  • Açao – Extrair
  • SourceDatabaseName – Nome do banco de dados de origem a partir do qual o DACPAC precisa ser criado
  • SourceServerName – O nome do servidor a partir do qual o DACPAC deve ser criado
  • TargetFileName – Caminho local no qual o arquivo DACPAC deve ser salvo

sqlpackage

/ ação: Extrair

/TargetFile:”C:tempSQLShackSnapshotExtract.dacpac ”

/ SourceDatabaseName: SQLShackSnapshot

/ SourceServerName: ”localhost”

Ação de extração

Figura 1 – Ação de extração

Usando a ação Publicar

Como discutido acima, a ação Publicar é usada para implantar um arquivo DACPAC incrementalmente no servidor de banco de dados. Se o
banco de dados não existe, um novo banco de dados será criado. No entanto, se o banco de dados já existir, o
O utilitário comparará as diferenças entre a origem (DACPAC) e o destino (banco de dados do SQL Server) e
gere os scripts necessários para atualizar o banco de dados.

Podemos usar os seguintes parâmetros para esta ação para publicar um arquivo DACPAC:

  • Açao – Publicar, pois publicaremos o arquivo DACPAC no servidor de banco de dados
  • Arquivo fonte – O caminho do arquivo de origem (DAPAC) na máquina local
  • TargetDatabaseName – O nome do banco de dados no servidor de destino
  • TargetServerName – O nome do servidor de banco de dados de destino

sqlpackage

/ ação: publicar

/SourceFile :”C:tempSQLShackSnapshot.dacpac ”

/ TargetDatabaseName: SQLShackSnapshot

/ TargetServerName: ”localhost”

Ação de publicação

Figura 2 – Ação de publicação

Usando a ação Exportar

A ação Exportar é semelhante à função Extrair, exceto pelo fato de que essa ação exporta os dados junto
com o esquema do banco de dados. O arquivo de saída no caso da ação Exportar é um BACPAC e não um DACPAC. Este ficheiro
geralmente é maior em tamanho, pois os dados também são exportados no arquivo. Os parâmetros para esta ação podem ser especificados
do seguinte modo:

  • Açao – Exportar. Isso é usado para exportar o arquivo BACPAC
  • SourceDatabaseName – Nome do banco de dados de origem a partir do qual o BACPAC precisa ser criado
  • SourceServerName – O nome do servidor a partir do qual o BACPAC deve ser criado
  • TargetFileName – Caminho local no qual o arquivo BACPAC deve ser salvo

sqlpackage

/ ação: Exportar

/TargetFile :”C:tempSQLShackSnapshotExtract.bacpac ”

/ SourceDatabaseName: SQLShackSnapshot

/ SourceServerName: ”localhost”

Ação de exportação

Figura 3 – Ação de exportação

Usando a ação Importar

A ação Importar é exatamente o oposto da ação Exportar. Usando esta ação, você pode restaurar facilmente um arquivo BACPAC
de volta ao servidor de banco de dados no SQL Server ou no Banco de Dados SQL do Azure. Isso restaurará o esquema e os dados
que foi exportado ao criar o arquivo BACPAC. Os parâmetros usados ​​para usar a ação Importar são os seguintes:

Leia Também  Introdução ao agrupamento do SQL Server com agrupamento do SQL

  • Açao – Importar, pois a função vai importar um arquivo BACPAC para o SQL Server
  • Arquivo fonte – O caminho do arquivo de origem (BAPAC) na máquina local
  • TargetDatabaseName – O nome do banco de dados no servidor de destino
  • TargetServerName – O nome do servidor de banco de dados de destino

sqlpackage

/ ação: Importar

/SourceFile :”C:tempSQLShackSnapshotExtract.bacpac ”

/ TargetDatabaseName: SQLShackSnapshotImport

/ TargetServerName: ”localhost”

Ação de importação

Figura 4 – Ação de importação

Usando a ação DeployReport

A ação DeployReport pode ser usada para preparar um relatório XML que listará as alterações que serão aplicadas
para um banco de dados após a publicação. Os parâmetros aceitos por esta ação são os seguintes:

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
  • Açao – DeployReport. Como vamos gerar um relatório XML
  • Arquivo fonte – Nome do arquivo DACPAC de origem
  • Arquivo de destino – Nome do arquivo DACPAC de destino
  • TargetDatabaseName – O nome do banco de dados no servidor de destino
  • Caminho de saída – O caminho em que o relatório XML será armazenado após ser gerado

sqlpackage

/ ação: DeployReport

/SourceFile :”C:tempSnapshotV1.dacpac ”

/TargetFile :”C:tempSnapshotV2.dacpac ”

/ TargetDatabaseName: SQLShackDemoDB

/OutputPath:”C:tempDeployReport.xml ”

Ação DeployReport

Figura 5 – Ação DeployReport

Depois que o relatório XML é gerado, você pode abri-lo facilmente com qualquer editor de código e visualizar o relatório da seguinte maneira:

Relatório de implantação

Figura 6 – Relatório de implantação

Usando a ação DriftReport

A ação DriftReport é usada para gerar um relatório XML que nos dará a lista de alterações que foram aplicadas
para um banco de dados após ter sido registrado como um aplicativo da camada de dados. Os parâmetros necessários para gerar a deriva
relatório são os seguintes:

  • Açao – DriftReport
  • TargetDatabaseName – O nome do banco de dados no servidor de destino
  • TargetServerName – O nome do servidor de banco de dados de destino
  • Caminho de saída – O caminho em que o relatório XML será armazenado após ser gerado

sqlpackage

/ ação: DriftReport

/ TargetServerName: ”localhost”

/ TargetDatabaseName: SQLShackDemoDB

/OutputPath :”C:tempDriftReport.xml ”

Ação DriftReport

Figura 7 – Ação DriftReport

Após a geração do relatório de deriva, é possível visualizar os detalhes do arquivo abrindo-o em qualquer editor de código. No
a figura a seguir, como não há alterações aplicadas ao banco de dados, o relatório de desvio está vazio:

Leia Também  Carta aberta ao PASS - Uma dose de SQLEspresso

Relatório de desvio

Figura 8 – Relatório de desvio

Usando ação de script

Esta opção compara o arquivo DACPAC de origem com o arquivo no servidor e cria uma diferença do T-SQL
alterações que precisam ser aplicadas para modificar o banco de dados. Esta ação também pode ser usada para comparar dois DACPAC diferentes
arquivos e gere um script com a diferença entre eles. Essas alterações são gravadas em um arquivo de script no diretório
máquina local que pode ser fornecida ao DBA para execução no ambiente de produção.

Os parâmetros para usar esta ação são os seguintes:

  • Açao – Roteiro. Como vamos gerar um script SQL que armazenará a diferença das alterações
  • Arquivo fonte – Nome do arquivo DACPAC de origem
  • Arquivo de destino – Nome do arquivo DACPAC de destino
  • TargetDatabaseName – O nome do banco de dados no servidor de destino
  • Caminho de saída – O caminho em que o script T-SQL será armazenado após a comparação

sqlpackage

/ ação: Script

/SourceFile :”C:tempSnapshotV1.dacpac ”

/TargetFile :”C:tempSnapshotV2.dacpac ”

/ TargetDatabaseName: SQLShackDemoDB

/OutputPath :”C:tempSnapshotDiff.sql ”

Ação de script

Figura 9 – Ação do script

O script SQL gerado por esta ação é armazenado no caminho especificado. Como você pode ver na figura abaixo, o
O script contém a lista de alterações que precisam ser aplicadas ao banco de dados para modificá-lo para o segundo
versão:

Script de diferença

Figura 10 – Script de diferença

Conclusão

Neste artigo, exploramos todas as ações SQLPackage fornecidas com o utilitário SQLPackage. Essas ações são úteis para automatizar a implantação do banco de dados no ambiente do SQL Server. As ações SQLPackage podem ser usadas em qualquer banco de dados a partir do SQL Server 2008 e do Banco de Dados SQL do Azure também.

Aveek Das
Últimas mensagens de Aveek Das (ver todos)